quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Metal Blessing Fest


Realizado num local abençoado por Deus, o Metal Blessing Fest usufruiu de um ponto nobre da cidade, o que não amenizou os selvagens dos teclados que antes mesmo do início da festa já torciam as narinas em razão do evento ser organizado pelo pessoal da igreja evangélica. (aleluia!)

Mas a festa era de graça, e ”Rock’n Roll de graça até distorção na testa” como disse alguém pouco inspirado.
A playboysada que frequenta a Bombocado regorgitou seus croissants ao ver tanta gente de preto. Veículos assustados que ali passavam abriam seus vidros de onde saiam mãozinhas infantis em seta: olha mamãe um monte de gente do mal...

Pois bem, os portões sagrados se abriram para uma noite de puro Rock’n Roll e fecharam a entrada pra a bebida alcoólica que teve de assistir aos shows do lado de fora. Fato que dividiu as cabeças presentes.

Pra começar e assassinar a curiosidade geral, a banda gospel Penniel estreou o palco mostrando nas primeiras notas a ira divina personificada na vocalista Janaina que, de tão talentosa fez com que não conseguíssemos prestar atenção nos outros músicos. Sem qualquer dúvida, a revelação da noite, ou do mês, talvez do ano. Resumindo: A mulher canta pra caraaalho!


Mas se forçássemos a cabeça e olhássemos para o canto do palco poderíamos ver a silhueta do Guitarrista base Carivaldo e o baixista André executando covers de Metal Nobre e Strypers em sintonia perfeita com a banda. Afinal de nada adiantaria uma vocalista brutal se não houvesse músicos competentes para acompanhá-la.

Ao meio da apresentação o baterista sacou o microfone e pregou a palavra de Jesus Cristo, nosso salvador, aquele ato abençoou a noite e foi aplaudido com respeito. Na platéia alguém pronunciava um grito falho: Aleluia irmão!

No canto direito, a silenciosa guitarra de Alex Sandro só pôde ser ouvida nos solos ousados que ganhavam palmas da platéia mesmo com distorções engasgadas que quase mereciam tapinha nas costas. No entanto, sua presença de palco compensava e empolgava aqueles que por alguns minutos quase se converteram ao cristianismo.


Era hora da aclamada banda Punk/Hardcore Skull subir ao palco e aproveitar a onda de energia positiva que vem acompanhando o grupo. Espertos, soltaram seu primeiro clipe “3 acordes” alguns dias antes da festa, o que resultou na beira do palco completamente lotada antes mesmo do baixista plugar seu instrumento. O fato é que, após a repercussão do Clip e devido às últimas (excelentes) apresentações, a Skull colhe admiração de todos os lados, até daqueles que detestam punk. Então, como já era esperado, fizeram o som limpo e simétrico que já estamos nos acostumando.


O nervosismo que come notas nem foi percebido em razão da platéia que, empolgada cantava as letras junto ao vocalista Gledson. Destaque para a versão punk de Bad Romance e a música autoral “Bomba” que detonou bate-cabeças bélicos.
Mesmo em uma festa organizada pela igreja, a Skull ainda berrou em alto e bom som os poderosos e provocativos trechos de Fátima: (...) e no terceiro dia, ninguém ressuscitou!!!(...)


Direto de Uberlândia, a banda Combate HC trouxe um som mais pesado, provocando variações na escala Richter do salão que está habituado apenas à ternura de festas debutantes. Com uma mistura competente de Hard Core com Trash Metal, os garotos vestidos de SKA impressionaram pela qualidade e animação, fazendo excursões no repertório que ia desde Raimundos até Sepultura, além do ótimo material próprio que podem conferir aqui.


Combate HC é uma banda que dever fazer mais turismo por Ituiutaba.

Pra finalizar a noite, a tão esperada Velha Ventura lotou o palco com sua ausência. Alguns ainda se cutucavam: cadê eles? Eles vão aparecer. Liga pros irmãos Greppe. Tentativas em vão. Um bolo que frustrou muita gente que foi lá só pra velos.

O evento chegou ao fim com um ar de “algo está faltando”, talvez pelo sumiço da Velha Ventura ou quem sabe, pelo encerramento vir antes do sono de um sábado à noite, o que obrigou os habitantes da Metal Blessing a aproveitar o luar de outras formas, seja enchendo a cara em bancos de praça ou caçando brigas ilusórias.

Essa foi a 5ª festa de rock consecutiva em 4 meses, contando com o cover do Dikão Hard Rock na praça. Uma visão otimista e encantadora do futuro tijucano que ainda escora no muro e vê a vida passar pelo binóculo para não se aproximar.

Eventos de rock se materializando em todas as partes;
Grupos com material próprio saltando dos palcos e
banda gospel ganhando respeito dos ateus praticantes.

Estamos finalmente presenciando o início do apogeu cultural tijucano ou só uma nuvem passageira a fim de iludir a nova geração?
Categories:
Comentários Facebook
Comentários Blogger

41 comentários:

  1. Iniciativa bacana, parabéns aos organizadores!!

    Não teve Velha Ventura =/ mas tinha banheiros
    limpos... então, saldo positivo!

    ResponderExcluir
  2. olha mamãe um monte de gente do mal...
    kkkkkkkkkkkk!!! Foi o melhor!
    Resenha muito bem escrita, festa muito boa!

    (E eu que perdi o Combate HC? Que grilo!... ¬¬)

    ResponderExcluir
  3. Agradecemos ae a presença de todos, e QUE prestigiaram a SKULL ROCK3, PENNIEL E COMBATE HC, ao contrário do que muitos pensam, a presença do público é estimulante e muito importante para quem ta em cima do palco, valew mesmo!

    Daniel Madruga.

    ResponderExcluir
  4. Há muito mais sobre Jesus Cristo do que
    presume a nossa míope filosofia.

    Foi muito bom ouvir os elogios no dia da
    festa, os comentários e agora a resenha.
    Muito obrigado a vocês do blog, a Skull ao HC, e a todos que
    fizeram das interrogações uma bela noite de
    Rock’ n Roll.
    Só faltou o velha ventura, que pena.


    PS: perdoem o meu jeito meio estranho e por não olhar no rosto das
    pessoas, é que enxergo menos de 10% do olho esquerdo, e quase nada do direito.
    Eu não reconheceria minha mãe se ela passasse ao meu lado.

    .O baterista da Penniel.

    ResponderExcluir
  5. Queria agradeçer as pessoas que vem acompanhando a skull rock3 e os organizadores da festa que derão a oportunidade pra gente mostrar o nósso trabalho esperamos outras festas e com certeza vamos fazer o melhor que pudermos e valeu a participação das bandas penniel e combat hc que fizerão do sabado uma alegria para todos que prestigiarão.Muito obrigado mesmo galera de coração

    ResponderExcluir
  6. "Ao meio da apresentação o baterista sacou o microfone e pregou a palavra de Jesus Cristo, nosso salvador, aquele ato abençoou a noite e foi aplaudido com respeito."
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    Num sei se eu interpretei errado mas eu saquei uma certa ironia nessa parte AHUahuAHUahuA.

    ResponderExcluir
  7. uashauhsauhsuahsuahs ironia foi poco kkkkkk thales e ruim mermo para com isso fi da morte

    ResponderExcluir
  8. Meu querido fã, essa foi boa!

    Li a resenha agora e você já comentando com meu nome, ou melhor, meu anônimo... tá bom, dou ele pra você, colega! Não tenho tanto tempo qto você pra ficar na net, você fará melhor proveito.

    Enfim, se vc não me viu, fiquei até o fim da festa no canto direito do palco, vi a banda Combate HC tocar, apesar de não ser meu estilo. Adorei a voz da Janaína, me surpreendi com a qualidade da Penniel no todo, e agradeci o Gledsão por ter tocado Garota Suvaqueira p/ animar a galera!

    ResponderExcluir
  9. Olá galera...Bem aqui vos fala um envergonhado Bertoni, vocalista da Velha Ventura.
    Nossa ausência foi justificável, embora pouco aceitável.
    Nosso baixista trabalhou no sábado a noite, motivo pelo qual não tocariamos de qualquer jeito.
    Já eu quis sim ir na festa, mas tive que trampar numas caricaturas(e que ainda não entreguei todas) e tinha só o sábado pra termina-las.
    Peço desculpas a todos que queriam ver Velha Ventura, e principalmente aos organizadores da festa que tiveram a boa vontade de nos convidar pra tocar e com quem mais falhamos.
    Acredito porém que nossa ausência não tirou o brilho da festa já que as bandas presentes são mais do que competentes.
    Ainda assim foi mal aí galera.

    ResponderExcluir
  10. mulher mal comida realmente é um saco.

    ResponderExcluir
  11. opa
    Eu sei fazer um sexo gostoso hein
    Se precisar estamos ae!

    ResponderExcluir
  12. que isso, festa da igreja e voce desrespeitando o : "não cobiçarás a mulher do próximo"

    ResponderExcluir
  13. que &@*#$%, sarah!
    esse anônimo era meu, mas já que você quis estragar ele com essas bobeiras ai, então tá bom, agora não serve mais pra nada... aff!!

    ResponderExcluir
  14. adorei a festa, a banda de whithe metal mandou mto bem, a vocalista e mesmo mto foda
    tomara q tenha outras de gratis
    eu ouvi rumores q havera outra festa organizada por um cara q ñ e daki nem do brasil, dee snider
    juntamente com a igreja universal

    edir macedo vai toma no cu!!!!

    ResponderExcluir
  15. tomara que tenha outras festas gratis mesmo!!!
    essa foi muito boa!!

    ResponderExcluir
  16. Ah, não, meu fã! :'-(
    Você matou o Anônimo 23! Ele era tão lindo... Amava o Zumbi dos Palmares! Tinha tanto comentário nerd pela frente! Mas ele morreria se visse alguém estrevendo "estragar ele" ao invés de estragá-lo. Morreu em paz sem essa.

    ResponderExcluir
  17. A festa foi mesmo muito boa.
    E não senti falta nenhuma da velha ventura que pra mim já tá mesmo velha e devia se aposentar.
    Fizeram foi um favor aos ouvidos de todos não aparecendo.
    Nem de graça dá pra aguentar.

    ResponderExcluir
  18. Olha eu aí!
    Sentindo que meu nome foi mencionado e vendo nisso uma oportunidade evidente de aparecer, retorno eu e minha prosa impecável.
    Mas nada tenho a dizer pois estive ausente da cidade e só escutei da festa o que me disseram os que não sabem ser eu o Zumbi; e o que nos informa essa resenha tão bem composta.
    Saldo positivo ao que parece, exceto pela ausência da Velha Ventura.
    Ouvi por aí que eles tem pactos macabros com o Tinhoso, e que a aura de paz e espiritualidade na festa não permitiram que eles comparecessem.
    Polêmicas a parte, continuo sendo o anônimo bem intencionado de sempre.
    E lembrem-se: Jesus andou sobre as águas... mas com o preço que estava o barco até eu andava.
    Do teu Zumbi dos Palmares.

    ResponderExcluir
  19. saudade do anônimo! além dos comentários dele serem os melhores não tinha essa falsidade do caralho que tá agora
    ANÔNIMO VOLTE E TORNE ESSE BLOG INTERESSANTE DE NOVO!
    e Zumbi dos Palmares, sei quem é você

    ResponderExcluir
  20. Jéssica Sant'Ana Silveira30 de setembro de 2010 18:55

    Acho que não devia se aposentar não viu, o que ela tem de velha tem de experiente.
    Fez falta sim Velha Ventura!
    Esperamos a próxima.

    ResponderExcluir
  21. Eu sei o q vcs fizeram no verão passado...

    ResponderExcluir
  22. A festa foi muito boa, por isso o povo nao deve ter curtido muito.
    Em ituiutaba festa boa é festa ruim. quando dá pra falar mal de todo mundo;

    ResponderExcluir
  23. Um anônimo diz saber quem é um outro anônimo...ora anônimo, não é nada demais saber quem é o anônimo.Um anônimo sou eu e o outro é você.
    Eu sei quem é o Zumbi; o Zumbi sou eu , mas isso é titica de mosca na titica do cavalo, pois eu sei que eu sou eu desde que eu nasci...
    Do nem sempre cômico anônimo:
    Zumbi.

    P.s: Anônimo 23, I miss you...

    ResponderExcluir
  24. falem mais de musicas,bandas, o evento em sí.

    ResponderExcluir
  25. Também sinto falta do Anônimo 23, Zumbi, foi uma grande perda!
    Tive duas no mesmo dia: Afrodite (minha amiga coelha) morreu ontem!
    São muitas perdas para uma única pessoa. Preciso de mais festas de rock para recuperação. Por falar nisso, Silas, a festa do dia 08 foi adiada ou não???

    ResponderExcluir
  26. É realmente engraçado ver as pessoas querendo sempre chamar a atenção, mesmo que se fale mal das mesmas. Alguns querendo ser o centro das atenções a todo custo e outros no anonimato com medo de expor suas idéias e não ter a capacidade de encarar as respostas. Afinal, o negócio é que todos te vejam não é? e se for no caso dos anônimos, causar uma certa anarquia no mesmo cenário morto que Itba se encontra. A idéia de underground é extremamente interessante a princípio, porém não ganha a consistência precisa...
    ou eu que sou um cara muito exigente!
    Me dá preguiça, muita preguiça de ver tudo acontecendo de novo e de novo e de novo...

    ps: e TODOS sabem quem é você Zumbi

    ResponderExcluir
  27. é bom que só os anonimos fala, que sabem quem é o zumbi... de que isso vale?
    se uma pessoa fisica soubesse quem é ele ai sim teria um sentido de alguem ir la perguntar e tal. mas anonimos saberem quem é outro anonimo? é como ver a comunicaçao entre cachorros, eles ficam latindo, voce sabe que eles estao se comunicando, mas nunca saberá sobre o quê.

    ResponderExcluir
  28. Tem gente que quer roubar o título de Hebe do Arthur!

    ResponderExcluir
  29. Arthur, como sempre, um rasgo de lucidez nessa loucura toda, corrobora com o que eu mesmo disse:
    "Um anônimo diz saber quem é um outro anônimo...ora anônimo, não é nada demais saber quem é o anônimo."
    E eu adorei parafrasear a mim mesmo.
    O problema é que não sabem dos meus motivos pra ser o Zumbi...é que é muito chato ser eu mesmo, e é um motivo bem pessoal, eu quero mais do que tudo me divertir, não quero ser levado a sério, quero questionar é claro, e defender as bandas sempre que preciso -como fiz no meu post inaugural- mas o principal é me divertir sem ofender ninguém.
    E acho um desejo legítimo...ninguém precisa gostar do Zumbi, mas eu gosto do Zumbi, gosto de ser ele nesse espaço...me divirto nisso e tento divertir os outros.
    Talvez seja prepotência, mas outra vantagem do Zumbi é de me permitir certa prepotência inofensiva.
    Então anônimo, o que me difere de você é que me dei um apelido.
    E não tenho medo de dar minha opinião junto com minha identidade, eu já fiz isso na outra resenha, só que foi menos divertido do que ser o Zumbi.
    Então se você sabe realmente quem eu sou, pode revelar, mas saiba que você estará acabando com a brincadeira e deixando uma pessoa muito triste.
    Ai, fiquei meio emocionado...

    Zumbi.

    ResponderExcluir
  30. Ninguém tira o título de Hebe de mim! ele é meu kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  31. Gastrite é doença?

    ResponderExcluir
  32. Anônimo sabe quem é o anônimo que passa para o anônimo que vê o anônimo digitar e chama o anônimo de anônimo fdp... simples assim! oO

    Mas convenhamos: se este blog não tivesse como postar em anônimo, ele não teria graça! Não me traria problemas, é verdade, pois existem pessoas preocupadas demais com estes anônimos, mas também não seria tão visitado, e o Artur Hebe (me desculpe, mas é legal!) não seria feliz e pop! o/

    Vou fingir que o comentário sobre chamar a atenção não é pra mim e ser tão feliz qto o dono deste blog...

    ResponderExcluir
  33. Vou postar em baixo da Sarah em nome do movimento pop!

    ResponderExcluir
  34. se a carapuça serviu, então amarra!

    ResponderExcluir
  35. " se este blog não tivesse como postar em anônimo, ele não teria graça!"

    agora a sarah falou tudo.

    ResponderExcluir
  36. Vivaaaaaaa!
    E ganhei mais um fã!
    PS: Fã se mede em quantidade, não em qualidade... hohoho! Ainda bem! o/

    ResponderExcluir
  37. Anônimo, do latim: aquele não tem nome
    Você não tem cep, numero eleitoral ou telefone
    Não se sabe se sofre, sente frio, sente fome
    Se te amam, se te carinham, se alguém te come
    Mas sei que algo muito vil te consome
    Pra que não lances mão sequer de um codinome
    Anônimo... o quê nas entranhas te carcome?
    Insultas figuras de renome
    Vem fazes graça e some...
    Anônimo, além de tudo me deixas sem rima.

    Zumbi.

    ResponderExcluir
  38. Gastrite é doença?

    ResponderExcluir